Salmos

Salmos

Salmo 1, é o salmo que nos dá a introdução dos ensinamentos propostos e seguidos, O Salmo 1 é considerado um dos mais importantes. Ele fala sobre a diferença, compreensão e respeito entre os justos e os ímpios. Numa visão geral, entende-se que esse o texto é uma introdução sobre os benefícios e maneiras de respeitar as leis de Deus e sobretudo, o homem que teme a PALAVRA.

Salmo 1

1 Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

2 Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.

3 Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.

4 Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.

Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.

6 Porque o Senhor conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá.

Salmos

O salmo 2 é para quem está em situação de dor e sofrimento. Esse salmo e indicado para iluminar o caminho de pessoas que estão passando por  momentos difíceis ou mesmo precisando ajudar alguém da família ou amigos que necessitam de apoio espiritual e físico. 

Salmo 2

1Por que se amotinam os gentios, e os povos imaginam coisas vãs?

2 Os reis da Terra se levantam e os governos consultam juntamente contra o Senhor e contra o seu ungido, dizendo:

3 ‘Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas’.

4 Aquele que habita nos Céus se rirá; o Senhor zombará deles.

5 Então, lhes falará na sua ira, e no seu furor os turbará.  

6 Eu, porém, ungi o meu rei sobre o meu santo monte de Sião.

7 Proclamarei o decreto: o Senhor me disse: ‘Tu és minha filha, eu hoje te gerei’.

8 Pede-me, e eu te darei os gentios por herança, e os fins da terra por tua possessão.

9 Tu os esmigalharás com uma vara de ferro; tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro.

10 Agora, pois, ó reis, sedes prudentes; deixai-vos instruir, juízes da terra.  11 Servi ao Senhor com temor, e alegrai-vos com tremor.

12 Beijai o filho, para que se não ire, e pereçais no caminho, quando em breve se acender a sua ira; bem-aventurados todos aqueles que nele confiam.

Salmos

O salmo 3 é um dos salmos do dia que vêm para nos fortalecer o espírito e ajudar a realizar tarefas difíceis que encontramos pelo caminho.

Estudiosos e pensadores dizem que este Salmo, além de ser poderoso no combate do inimigo é também o primeiro a ter um título entre os 14 outros salmos que se ligam diretamente a fatos da vida de Davi. Veja:

Davi reclama dos adversários, e de repente, ao refletir sobre o que acabara de dizer, se dá conta de que Deus é seu escudo. Portanto, que venham os homens! Estou protegido em Deus! Davi está falando sobre uma tentativa de usurparem seu trono.

Aparentemente o Salmo 3 foi escrito pelo rei Davi durante o tempo em que seu próprio filho, Absalão, se revoltou contra ele. Conforme os registros bíblicos, Absalão realmente ficou obstinado em tomar o trono de seu pai a qualquer custo, tornando-se um perigoso inimigo. Como resultado disso, Davi foi obrigado a fugir de Jerusalém para escapar da ira de seu filho (2 Samuel 15-18).

Com fé e muita convicção de que suas preces serão atendidas, então ore ou ouça o salmo a seguir:

Salmos 3 

1 Senhor, como se têm multiplicado os meus adversários! São muitos os que se levantam contra mim.

2 Muitos dizem da minha alma: Não há salvação para ele em Deus. (Selá.)

3 Porém tu, Senhor, és um escudo para mim, a minha glória, e o que exalta a minha cabeça.

4 Com a minha voz clamei ao Senhor, e ouviu-me desde o seu santo monte. (Selá.)

5 Eu me deitei e dormi; acordei, porque o Senhor me sustentou.

6 Não temerei dez milhares de pessoas que se puseram contra mim e me cercam.

7 Levanta-te, Senhor; salva-me, Deus meu; pois feriste a todos os meus inimigos nos queixos; quebraste os dentes aos ímpios.

8 A salvação vem do Senhor; sobre o teu povo seja a tua bênção. (Selá.)

Obs: Não é necessariamente dizer a palavra (selar) ao ler o salmo, pois essa palavra se refere no gesto de elevar a voz ou as mãos quando orando a Deus e pedindo algo com sua Fé.

Exemplo:

“Com a minha voz clamei ao Senhor, e ouviu-me desde o seu santo monte.” Nesse momento você pode estar orando em voz alta ou mesmo elevando as mãos para o céu no ato de agradecimento.  Nesse momento é para refletir, pensar e descansar o espírito. (Selá.)