Projete lindos jardins reutilizando materiais recicláveis

O prazer de abrirmos as janelas de casa, ou caminharmos pelo quintal, sentindo o perfume das plantas, nos deixa feliz, além de ser bom para alma, enriquece o espírito, e fortalece o solo.

Podemos criar jardins em ambientes com mínimo de espaço, como em áreas publicas que vai além da decoração. Entre o prazer de plantar e ver seu jardim crescer e florir, vamos adquirindo experiências e técnicas sobre como cultivar e decorar, podemos transformar qualquer lugar, dos mais simples aos mais sofisticados ambientes. E o resultado final é o prazer pela vida.

Nessa postagem iremos nos aprofundar na técnica de criar seu jardim, utilizando como base a estética e a funcionalidade, favorecendo o bem estar e o convívio com o espaço natural do dia-a-dia.

A importância de se sentir bem em um determinado ambiente, reflete na maneira de organizar e se encontrar, buscando por melhorias e qualidade que levam a sensação de paz e harmonia. A importância dos jardins, seja qualquer ambiente, do simples ao complexo, te leva a satisfação e o prazer de ver que seu projeto deu resultado.

Veja abaixo como você mesmo pode criar lindos jardins.

Como nosso objetivo é criar jardins, mesmo sendo em pequenos ambientes, usando suportes fixados na parede ou em pequenos, médio e grandes vasos, precisamos conhecer algumas características que irá envolver o seu projeto como: tipos de plantas, a proteção do ambiente, umidade constante, chuvas intensas, luz solar, a terra a ser usada e o tipo de adubo. Estaremos falando de cada característica dando assim uma visão mais profunda de como ficará seu projeto.

Tipos de plantas

Saber quais tipos de plantas se encaixam mais em seu projeto, qual planta se adapta no ambiente que está sendo reservado para seu jardim. Isso vai facilitar na hora de plantar, pois, com as informações obtidas sobre o cultivo, vai garantir o tempo de vida da planta, caso contrário, corre o risco de perder suas qualidades ou mesmo morrer. Isso serve para qualquer tipo de planta. Conhecer suas espécies é fundamental para se manter um jardim vivo.

Importante frisar que essas dicas, não é só pra jardim externo. Isso é valido para ambientes internos como decoração de salas, escritórios, etc. dependendo do local em a planta de adapta, uma transferência de lugar, ou uma mudança brusca de clima, faz com que a planta sofra uma mudança em suas cores e desenvolvimento (crescimento), como pode ser o contrário, somente nas mudanças de canto para canto do ambiente, a planta recebe luz que supostamente não recebia, com isso as condições climáticas irão dar vida a planta, recuperando suas cores e beleza.

Proteção do ambiente

Os ambientes externos que estão sem proteção, ou com mínima proteção, já se tornam um pouco mais complexo na formação de jardins, pois, tem plantas que não podem receber a luz do sol de forma continua, como não podem receber a chuva diretamente em suas folhas e flores, pela sua fragilidade, contudo, divido aos tipos de plantas que se podem obter para um projeto de jardim são imenso, se tornando fácil a formação e manutenção do mesmo.

Já se falando de ambiente interno, a preocupação é com a climatização. O ambiente não pode estar totalmente fechado. As plantas respiram como nos humanos, é necessário ter luz e ventilação suficiente para que haja troca de oxigênio, do contrario a planta irá morrer de forma gradativa.

Ambientes decorativos

Uma forma bem interessante de cultivo são os vasos. As plantas não tem contato direto com o solo, sendo usada das mais variadas formas como os de porte pequeno, médio e grande, podendo ser de plástico, fibras ou cimento. Em um projeto de jardim em ambiente decorativos, precisamos considerar o tipo de ambiente e o perfil que esse ambiente irá transmitir aos olhos de quem está sendo visto.

Você pode ter paredes texturizadas, revestimentos de madeiras, cores variadas, telas e armações. Um método simples e decorativo são os pallets. Podendo ser feitos de vários matérias reaproveitáveis como: madeiras, metais e bambu.

Veja a foto abaixo

 

Bancos, carrinhos, mesas e objetos

Nada como ter um lugar tranquilo, ter nossos momentos de lazer, sentindo o perfume das flores, poder ler ou estudar, reunir família e amigos, e o melhor de tudo, em casa! E você pode fazer isso!

Com um pequeno espaço, você consegue planejar um jardim, utilizando alguns objetos como mesas de madeira, carrinhos de mão, ferros antigos (ferro a brasa), panelas antigas de ferro, cordas de sisal, bancos e uma variedades de objetos antigos que podem ser reutilizados em um projeto para criar um jardim.

O que estamos passando ao leitor é apenas uma visão do que se pode ser usado e reutilizado para projetar seu jardim, contando com o mínimo de espaço na criação e transformando qualquer área em um espaço aconchegante e feliz.

Mas fica uma dica: analise o espaço antes de fazer a decoração. Caso o espaço seja de terra, sem cobertura, veja os matérias mais resistentes a umidade, o ideal é usar tabuas (madeira bruta) para confecção das mesas e bancos. Pintar na cor branco com esmalte sintético, para resistir a umidade e chuva, além de dar um toque especial no jardim. Caso tenha cobertura tipo varanda, então você tem varias outras opções para decorar, usando suportes de cordas, presos ao telhado e colunas.

Veja um exemplo abaixo

Realmente um jardim em casa, faz a diferença, pois, transforma, relaxa e revigora. Isso é causado pelas cores e essências das plantas que passam a fazer parte das nossas vidas.

Iluminação Cores e Texturas

Quando uma área é escolhida para projetar um jardim, precisamos ficar atentos a alguns detalhes importantes, pois, tudo que está dentro da área e ao redor, vai influenciar no toque final, isso são algumas técnicas aplicadas no paisagismo. Por exemplo:

Podemos combinar entre folhagens e texturas alto relevo, com tons de verdes diferenciando o tipo e tamanho da planta e criando caminhos com pedras brancas, contornando com grama. A iluminação é um fator importante. Caso o jardim seja projetado com plantas baixas, pequena e médio porte, a iluminação ideal e que combine com o ambiente deve estar no solo, através de spots (leds) direcionados as plantas, dando um efeito de brilho nas folhagens e projetando sombras ao redor.

E então? Está gostando do conteúdo sobre jardinagem e paisagismo?

No próximo post estaremos falando sobre jardim de Inverno.

Até a próxima!

Você também pode gostar de ler!

Como cuidar das suculentas